21 24733084


TODOS OS VINHOS

Passe o mouse e veja mais detalhes

1060 - Minho Camaleão Alvarinho 2016. João Cabral de Almeida. RP 93

R$150,00
R$125,00

Digite aqui o seu CEP para calcular o frete:

1060​ - Minho Camaleão Alvarinho 
Safra: 2016
Produtor: João Cabral de Almeida
Castas: Alvarinho 100%
Avaliação: RP 93
Grau alcóolico: 13% Vol.

Proveniente de uma família com grandes ligações ao vinho,  João Cabral Almeida, que, além de dar aulas na Escola Superior Agrária de Viseu e prestar algumas consultorias (é colaborador do papa do vinho branco português Anselmo Mendes), produz os seus próprios vinhos, seguindo um conceito enológico diferente.

"O enólogo João Cabral Almeida é o responsável por diversos vinhos, de entre os quais um bastante original, em parceria com um produtor na região de Lisboa e com a casta Sauvignon Blanc. Chama-se Camaleão e no rótulo tem estampada a imagem do réptil, que muda de cor conforme a temperatura. Ou seja, quando a garrafa é posta no frigorífico ou no gelo, ao atingir os 8-11 graus (a temperatura ideal para servir o vinho) a imagem do camaleão passa de verde a azul, pois o frio atua na tinta térmica utilizada no rótulo. Este é um dos projetos mais recentes do jovem enólogo, mas até chegar aqui João deu muitas voltas. Licenciou-se em Engenharia Agronómica, no ramo de Viticultura e Enologia, no Instituto Superior de Agronomia de Lisboa e, mais tarde, fez o mestrado, na mesma área." (Revista UP Magazine)

RP 93: "O Camaleão Alvarinho 2016 não passa por madeira e possui 13% de teor alcoólico. Este é mais um extraordinário vinho do ótimo produtor João Cabral de Almeida. Apesar das uvas não serem provenientes do habitat natural do Alvarinho, este sem dúvida é um Alvarinho top. O 2016 é levemente mais frutado do que o 2015, mas assim como na safra anterior, é um vinho penetrante, bem construído e de bela persistência em boca, sustentando-se no paladar através de sua intensidade aromática. O Camaleão Alvarinho é o vinho ideal para os amantes de brancos dinâmicos, frescos e com bastante acidez. Ele ainda possui a estrutura necessária para envelhecer brilhantemente, justificando a alta pontuação. João Cabral de Almeida contou-me que o este é o seu melhor produto até então e eu, que costumo preferir o Loureiro, devo concordar. 10 mil litros foram produzidos."