21 24733084


Brancos Portugueses

Passe o mouse e veja mais detalhes

1056 - Douro Conceito 2016. Rita Marques. RP 95

R$500,00
R$396,00

Digite aqui o seu CEP para calcular o frete:

1056​ - Douro Conceito Contraste
Safra: 2016
Produtor: Rita Marques
Castas: Rabigato, Codega do Larinho, Codega, Viosinho, Gouveio
Avaliação: RP 95
Grau alcóolico: 13% Vol.

Rita Marques, produtora:
"A forma como concebemos o vinho, o entendimento que temos da nossa região,  o ponto de partida do projeto e inspiração da nossa história. Daí a marca. Desde o século XVIII que o vinho do Porto monopoliza a cultura vinícola, produzindo uma paisagem de extraordinária beleza. Mas só recentemente se percebeu o tremendo potencial da zona leste do Douro. Primeiro, com a abertura de melhores vias de comunicação; depois, com a revolução dos vinhos de mesa. É, sobretudo, este último fator que abre a janela para um universo de especificidades ao longo do rio, um imenso vale que não pode mais ser visto, e cultivado, como um todo uniforme e indistinto. O vinho acabará, inevitavelmente, por expor os seus diversos terroirs. Conhecê-los, trabalhar correctamente altitudes, solos e microclimas tão distintos, é uma viagem sem regresso. Na qual embarcamos de alma e coração. Em busca da particular frescura e equilíbrio da nossa terra. É nisso que acreditamos.  É esse o nosso Conceito!"

RP 95: "A última mescla do Conceito 2016 foi provado ainda na propriedade, fora da barrica mas ainda não engarrafado. Envelhecido em carvalho francês por 10 meses, exibe boa consistência e mais camadas de profundidade do que o Contraste Branco também provado, que são sutilmente percebidas no momento através de uma acidez que se evidencia refrescando a taça.

Perfeitamente balanceado e impecável em todos os aspectos, inclusive na integração fina da madeira, este vinho pouco alardeado é notavelmente gracioso. Ele será degustado novamente em alguns meses. No momento, ainda tem potencial para evoluir. Degustado ao lado do 2015, mostrou menos impacto da madeira e mais equilíbrio – ainda que menos concentração, contrariando minha abordagem típica das safras. O 2015 tem a vantagem de um ano a mais evoluindo na garrafa, claro. São próximos em termos de qualidade (o 2015 recebeu 94 pontos)."